terça-feira, 25 de novembro de 2008

Iara






Iara
(Ancestral)
Tanta graça tem razão de ser assim
Iara
Te encontro
Em pleno vôo
Nesse céu de touro vejo o mundo por seus olhos
De fogo
Que singram
O mar de peixes
São constelação tão possíveis de afinar
Em fluxos
Correntes
Abra as janelas
Os ventos da sorte
limpam toda imensidão
E trazem
Iara no ar

Um comentário:

Teco disse...

Conheço algumas dessas fotos hehehee
...

Bjs

Ocorreu um erro neste gadget